Violência contra a mulher - é preciso combater

07 de Marco de 2018

Violência contra a mulher

Não há como não falar desse tema por ocasião das comemorações do Dia internacional da Mulher. Inúmeras pesquisas mostram, há anos, a vergonhosa prevalência da violência contra as mulheres no Brasil. A realidade, no entanto, muda pouco.

Violência sexual

O Brasil registrou um estupro a cada 11 minutos em 2015. São os Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, os mais utilizados sobre o tema.

• As estimativas variam, mas em geral calcula-se que estes sejam apenas 10% do total dos casos que realmente acontecem. Ou seja, o Brasil pode ter a medieval taxa de quase meio milhão de estupros a cada ano.

• Cerca de 70% das vítimas de estupro são crianças e adolescentes. Quem mais comete o crime são homens próximos às vítimas.

• Há, em média, 10 estupros coletivos notificados todos os dias no sistema de saúde do país. (Dados do Ministério da Saúde de 2016).

• Somente 15,7% dos acusados por estupro foram presos.

Violência doméstica e feminicídio
• A cada 7.2 segundos uma mulher é vítima de violência física. (Fonte: Relógios da Violência, do Instituto Maria da Penha).

• Em 2013, 13 mulheres morreram todos os dias vítimas de feminicídio, isto é, assassinato em função de seu gênero. Cerca de 30% foram mortas por parceiro ou ex.

• As mulheres negras são as principais vítimas. O assassinato de mulheres negras aumentou (54%) enquanto o de brancas diminuiu (9,8%).

• Somente em 2015, a Central de Atendimento a Mulher – Ligue 180, realizou 749.024 atendimentos, ou um atendimento a cada 42 segundos.

Os dados são muitos, é necessário tempo para digeri-los. E depois disso, é preciso ação. Já basta de violência contra a mulher.

 

Rua Curitiba, 689, 13º andar, Centro, Belo Horizonte - MG - CEP: 30170-120 - Telefone: (31) 3239-2100